Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Um dia com colite ulcerosa

O drama diário de quem tem DII, doença inflamatória intestinal

Um dia com colite ulcerosa

O drama diário de quem tem DII, doença inflamatória intestinal

Alice no País das Maravilhas

IMG_0304.JPG

E se Alice no pais das maravilhas sofresse de DII (doença inflamatoria intestinal) ?

É uma das historias da disney que mais gosto.

É engraçado imaginar como seria a historia, caso Alice sofresse de colite. Como seria quando tentasse encontrar uma casa de banho, e as portas estivessem todas fechadas? Como seria quando encontrasse o chapeleiro e de subito ter uma diarreia? E quando se debatesse com a rainha? Será que Alice conseguiria controlar a ansiedade e não desatar a correr para a casa de banho mais proxima? ... É..., humor não faltaria... As coisas que eu imagino... ó sorte!! Mas é a falar a brincar que se dizem as verdades certo! É com humor que devemos ultrapassar todos os nossos obstaculos, sejam eles quais forem.

Desde há mais ou menos seis anos atrás que a minha vida tem sido uma aventura, foi há 6 anos que me foi diagnosticado colite ulcerosa, e já passei por momentos horriveis, bastante dolorosos, e quando digo doloroso é mesmo doloroso e já passei por momentos em que a doença esteve em remissão, em que não tinha sintoma algum. E claro esses altos e baixos deve-se sobretudo ao tipo de vida que se leva, não é só derivado à alimentação como muito se pensa.

Eu desde que me conheço como gente nunca tive cuidado algum com alimentação, mas também sempre fui muito insegura, e sofria muito por antecipação, stressada no trabalho, muito timida, e foi sobretudo esse meu estado de emoções que despoletou a doença, tenho quase a certeza. Agora conheço melhor o meu corpo, e todos os avisos que me dá, e agora sei quando devo abrandar o ritmo. 

Mas para que tudo isto funcione bem é preciso a cabecinha estar bem, porque sem ela a 100% nada, mas nada resulta. Isto é válido para todos, quem sofra de alguma doença ou não.

Mas nem tudo são espinhos, as rosas que tiro disto é que tudo aquilo que não nos mata torna-nos mais fortes!!! E é mesmo verdade, depois das crises e das recuperações lentas, tornei-me ainda mais forte, mais confiante, com mais vontade de aqui andar, e sem duvida determinada a realizar os meus sonhos. 

 

Aprende a gostar de ti e a conhecer-te melhor, vais fazer coisas fantasticas que nem tu propria acreditavas conseguir!!!

Se feliz á tua maneira :)